Rua Carneiro Lobo, 468
12º andar
Edifício Champs Elysees
Batel | Curitiba – PR
Horário de atendimento:
De segunda a sexta
das 8h às 18h

 

Fibromialgia: conheça os principais sintomas e tratamentos

A cantora Lady Gaga era a principal atração da estreia do Rock in Rio 2017, mas a fibromialgia a fez cancelar sua participação no evento. Com isso, muitas dúvidas surgiram sobre esse problema: quais as principais causas? Existe cura?

Segundo a reumatologista do Serviço Especializado em Neurocirurgia, Dor e Reumatologia – Sendor, Cristiane Engel dos Santos Malat, a fibromialgia é uma síndrome que provoca dores generalizadas no corpo por longos períodos, e não tem causa conhecida.

Veja também:
:: 7 dúvidas sobre o lúpus
:: Reumatismo é doença de “velho”?
:: Quando devo procurar um reumatologista?

“Em linhas gerais, a fibromialgia não tem uma causa específica. Trata-se de uma sensibilidade dolorosa exagerada, e não tem alteração nos exames de imagem e de laboratório. A doença também pode estar ligada a dores de cabeça, à fadiga, a distúrbios do sono, a sintomas depressivos e à ansiedade”, explica a especialista.

Segundo a reumatologista, a fibromialgia não leva à deformidade, mas a dor pode atrapalhar muito a qualidade de vida do paciente.

Causas
Como as causas são desconhecidas, existem vários fatores que estão associados à síndrome, entre eles fatores genéticos, doenças autoimunes e infecções por vírus, sedentarismo e ansiedade.

Sintomas
De acordo com a doutora Cristiane, os principais sintomas da fibromialgia são dores por todo o corpo, fadiga e cansaço constante, mesmo depois de uma boa noite de sono. “A falta de concentração e problemas de memória, além de dores de cabeça recorrentes e formigamento nas mãos e pés, podem ser outros sinais”, alertou.

tratamento-fibromialgia-atividade-fisica-sendor-curitibaTratamento
Não existe cura para a fibromialgia, mas há tratamentos que podem ajudar a melhorar a qualidade de vida do paciente. “É importante consultar um médico especialista e fazer uma avaliação completa. No tratamento podem ser utilizados analgésicos, antidepressivos e medicações para dor crônica. Mas é bom lembrar que a prática de atividade física é a principal medida terapêutica. Controlar a ansiedade e o estresse, que geralmente são gatilhos para a fibromialgia, também ajudam no processo”, resumiu a reumatologista.