Rua Carneiro Lobo, 468
12º andar
Edifício Champs Elysees
Batel | Curitiba – PR
Horário de atendimento:
De segunda a sexta
das 8h às 18h

 

Saiba quais os alimentos vilões para a enxaqueca

Você já sentiu uma dor irritante na cabeça, que mais se parece um tambor batendo a intervalos curtos? Ou até mesmo uma espécie de latejamento em uma área específica? Pois isso pode ser a famosa enxaqueca, um dos tipos de cefaleia. Alguns dos principais sintomas são enjoo e até vômitos, hipersensibilidade a barulho e cheiros, aversão à luz, visão embaçada e irritabilidade.

Veja também:
:: Como identificar o AVC?
:: A doença de Lady Gaga: saiba mais sobre a fibromialgia
:: Quando consultar um neurologista?

Em muitos casos, a enxaqueca é precedida por sintomas de alerta, os chamados gatilhos. Entre os principais estão alterações hormonais, alguns alimentos e bebidas (cafeína, por exemplo) e estresse. A duração da crise de enxaqueca varia de paciente para paciente, e pode durar de 4 a 72 horas, podendo ser mais curta em crianças.

Enxaqueca tem tratamento?
Pacientes que sofrem de enxaqueca devem procurar o médico para que seja feito um diagnóstico e, assim, a avaliação para o melhor tipo de tratamento. Alguns medicamentos são indicados para o alívio da dor e controle da enxaqueca, que pode durar meses, anos ou a vida inteira.

No Brasil são em média 2 milhões de pessoas que sofrem com esse tipo de problema anualmente.

Alimentos vilões para a enxaqueca
Quem tem enxaqueca precisa ficar atento ao consumo de certos alimentos considerados vilões. Tudo vai depender da quantidade consumida e como o corpo reage à comida.

Confira os principais:

:: Queijos, chocolate, cerveja e vinho
A amina, que está presente nesses alimentos, modifica a calibração e a dilatação dos vasos sanguíneos;

:: Café, refrigerantes e chás pretos
Essas bebidas possuem cafeína, que eleva a pressão arterial por meio da contração dos vasos sanguíneos;

:: Bebidas alcoólicas em geral
Como elas possuem histamina e tiramina, podem provocar ou agravar o quadro da dor de cabeça.

atividade-fisica-enxaquecaÉ hora de se cuidar!
Vale a regra: consumo consciente de alimentos e uma dieta balanceada. É importante também controlar o estresse por meio da prática de uma atividade física, pois durante o exercício o corpo produz serotonina e endorfina, hormônios que tornam o cérebro mais resistente à dor.